Existencialidades

Marcas e lembranças que restaram de ter deixado te sentir tão forte assim.

É de lágrima que eu faço um mar pra navegar dezembro 17, 2010

Filed under: sentimentalismos — Isa @ 6:13 pm

Tem gente que não tem casa.

Que mora na rua, ou em qualquer canto. Mas essas pessoas podem ter um la, um laço.

Eu tenho uma casa.

Uma casa enorme, com muitos cômodos, muita coisa, muito espaço.

Mas eu não tenho um lar.

Eu nunca tive lar, nunca estive lá.

E sempre vinha algo ou alguém pra me lembrar

Que aqui não é o meu lugar.

Aqui nem o que é meu me pertence

Nem uma fresta, nem um cantinho

Nenhum quarto em que eu pense

Com afeto ou com carinho.

Os cômodos estão todos cheios

Saturados de gritos e mágoas

Nenhum espaço em seus meios

Para mim ou minhas lágrimas.

Minha palavra não é moeda corrente

Minha opinião ninguém aceita

Minha voz ninguém entende

É coisa pouca, coisa besta.

A primeira poesia que eu escrevi, há muito tempo atrás, se chamava blackbird (que nem a música dos beatles). Eu era um passarinho preso, que vivia triste até o dia em que eu fugia. Os meus sonhos mais recorrentes são os que tem estranhos na minha casa me perseguindo.

Todos os dias importantes que eu me lembro (aniversários, natais, festas, provas de vestibular e hoje minha colação) começaram com a minha mãe brigando comigo por algum motivo, e o meu pai não fazendo nada. E eu não sou nada exigente quanto a esses dias, eu só espero que me deixem em paz.

Aqui eu não tenho um espaço privado, não tenho voz, e também não tenho nada para dizer a essas pessoas que vivem aqui. Nada.

Quase todo dia eu ouço “essa casa é minha” ou “quem manda aqui sou eu”

É terrível ..

Hoje era pra ser um dia incrível pra mim, esse dia nunca vai acontecer de novo, e meu momento mais feliz até agora foi ligar pro meu namorado e pedir pra ele me dar parabéns por eu estar me formando.

Eu continuo em frente, mas juro que não sei mais como .. eu apenas vou.

“é de mágica que eu dobro a vida em flor”

Anúncios
 

3 Responses to “É de lágrima que eu faço um mar pra navegar”

  1. marina Says:

    ô amor. fica bem. cê sabe que eu to aqui e minha casa tá aberta pra ti. veha quando quiser.
    te amo.

  2. Thiago Says:

    Cara, eu fui olhar aqui nos meus favoritos pra procurar um link de um site e vi q tava la o link do seu blog, dai fiquei feliz em ver q vc não abandonou ele, q continua escrevendo de forma tão foda como vc sempre escreveu. Não para não, esse é seu dom, suas palavras tocam de uma forma inexplicavel. No seu primeiro livro publicado quero um exemplar exclusivo e com dedicatoria, huauahuahau. Bjão pequenina.

  3. Fee Says:

    Existencialidades.
    Desde que vi esta palavra pela primeira vez, rotulando seu blog, jamais esqueci e, quando possível, encaixo-a numa conversa, texto, bilhete ou qualquer coisa. Gosto dessa palavra.
    Há muitos meses que você escreveu este texto e eu espero que as coisas aí no coração estejam já amenizadas.
    Flor, tem gente que não sabe ser pai ou mãe, é um fato. Na maioria dos casos é um condicionamento natural? Sim, é. Mas, ter um filho não quer dizer necessariamente que você vá ser feliz nessa condição, nem que vá conseguir superar todas as expectativas. Não estou dizendo, com isto, que teus pais não te amam, tenho certeza que amam, ou já teria dado um jeito de você sumir (brinks), só que eles são humanos, passivos de erro como você, eu, Einstein e a Madre Tereza.
    Cara, você se formou, não lembro muito bem, mas acho que você é uma menina precoce, não é?! Muito massa. Tu faz o que agora? Ué, aproveita tudo o que vc tem! Faz limonada com todos os limões da sua vida, misture vodca, ops, açúcar e beba como se felicidade da mais doce fosse.
    Saia de casa. É muito válido. Ao menos para experimentar. No começo é difícil, mas, comigo deu certo. E olha que eu sou a quebrada mais quebrada financeiramente que conheço. Mas não sou mais carente de atenção. Só de propósito! rs

    “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima” beeeem por cima.

    Beijos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s